A delegação mineira embarcou nesta segunda-feira (2/9) no Aeroporto Internacional Tancredo Neves, em Confins, para a disputa da etapa estadual dos Jogos Escolares da Juventude – JEJ/2019 em Cascavel, no Paraná. A competição, realizada pelo Comitê Olímpico do Brasil – COB, vai reunir estudantes-atletas de 12 a 17 anos de nove estados do Brasil até o dia 6 de setembro.

Representando Minas Gerais, 92 estudantes-atletas de nove escolas foram divididos em dois voos. No módulo I (12 a 14 anos), o estado terá representantes nas modalidades coletivas de basquetebol feminino, basquete masculino, futsal feminino, handebol feminino e voleibol masculino. Já no módulo II (15 a 17 anos), as modalidades são basquetebol feminino, basquete masculino, futsal masculino, handebol feminino e voleibol masculino.

A etapa regional Sudeste (Regional Amarela) será disputada por Minas Gerais, Espírito Santo, Goiás, Mato Grosso do Sul, Paraná, Rio de Janeiro, Rio Grande do Sul, Santa Catarina e São Paulo. Os dois primeiros colocados de cada modalidade, módulo e naipe, estarão classificados para a próxima etapa. Eles se juntam aos outros representantes de Minas Gerais nas modalidades coletivas e individuais na etapa nacional dos Jogos Escolares da Juventude, que será realizada em Blumenau-SC, entre os dias 16 e 30 de novembro.

Motivação para a competição

Do município de Juatuba, a Escola Estadual Joaquim Correa conquistou as vagas no voleibol masculino módulo I e II. Um dos estudantes-atletas da equipe do módulo II também é atleta da seleção brasileira. Adriano Fernandes, 17 anos, estava disputado o Mundial Sub 19, na Tunísia, e chegou a tempo de reforçar o time na etapa regional dos Jogos Escolares da Juventude, em Cascavel.

“É sempre um orgulho representar Minas Gerais. Queremos ganhar. Confiando em todo mundo acho que nós vamos longe. Disputei o Mundial sub-19 pela seleção brasileira na Tunísia. Quero utilizar a minha experiência, compartilhar com o time e fazer bons jogos na etapa regional”, destacou o ponteiro da equipe.

Já no basquetebol feminino, módulo I, a vaga ficou com o time feminino da Escola Municipal José Serafim, de Lavras. Kamily Vitória, 14 anos, é a capitã do time e ainda está sem acreditar que vai viajar para representar o nosso estado.

“Estou em choque, com receio, tudo misturado. Conquistar o JEMG foi uma batalha muito dura, demos tudo de nós e queríamos chegar nos Jogos Escolares da Juventude. Conseguimos! O time está bem preparado. Já voltamos do JEMG e já treinamos para melhorar cada vez mais”.