A Secretaria de Estado de Trabalho e Desenvolvimento Social (Sedese) e a Superintendência  de Trabalho e Emprego em Minas estão intensificando as ações para a inclusão de pessoas com deficiência no mercado de trabalho. Os encontros com empresários e com pessoas com deficiência (PCD) estão sendo realizados desde o último dia 8 em 17 cidades-polo.

As ações do Dia D de inclusão da pessoa com deficiência serão realizadas em duas etapas: a primeira com os empresários e a segunda, ainda neste mês, com os trabalhadores com deficiência que buscam uma colocação ou recolocação no mercado de trabalho.

O objetivo do encontro com os empresários será discutir estratégicas para a inclusão ou retenção de pessoas com deficiência no mercado de trabalho, bem como sensibilizar esse segmento sobre a necessidade de cumprimento da  Lei 8.213/91, que estabelece  cotas para as pessoas com deficiência nas empresas.

Pela legislação, a empresa com 100  ou mais funcionários está obrigada a preencher de 2% a 5% dos seus cargos com beneficiários reabilitados ou pessoas com deficiência, na seguinte proporção: até 200 trabalhadores, 2%; de 201 a 500, 3%; de 501 a 1000, 4% e a partir de 1001 funcionários, 5%.

Neste ano, as ações do Dia D já foram realizadas nos dias 18 e 28 de setembro no auditório do Sesc, no centro de Belo Horizonte, e na Assembleia Legislativa de Minas, respectivamente. Os eventos contaram com a participação de cerca de 300 pessoas, entre portadores de deficiência e empresários.

“Esses eventos são importantes porque contribuem para o debate sobre o tema na sociedade e mobilizam as empresas para que cumpram a lei de cotas”, afirma Antônio Lambertucci, subsecretário de Estado de Trabalho e Emprego da Sedese.

Confira nas tabelas abaixo onde acontecerão os eventos:

EMPRESAS

 

TRABALHADOR